Como entender a complicada história de Kingdom Hearts 1? Vem que a gente explica! Imagem: Square Enix/Reprodução
Games

A história de Kingdom Hearts explicada (Parte 1)

Kingdom Hearts é uma franquia muito amada pelos seus fãs, mas também é uma franquia complicada de conhecer e entender. A premissa dos jogos é a inusitada fusão de Final Fantasy com os filmes da Disney (incluindo Piratas do Caribe).

Além disso, a franquia conta com o número assustador de onze jogos (apesar de Kingdom Hearts 3 ser o próximo jogo a ser lançado), um filme e diversos relançamentos e recoleções dos jogos.

Quase todos eles têm nomes esquisitos e foram lançados sem considerar sua cronologia, deixando a ordem bem complicada de entender. Um ótimo exemplo do quão complicada a história é está no primeiro Kingdom Hearts, que não é nem o primeiro (muito menos o segundo) jogo na linha temporal da história toda. E a pior parte da bagunça não é nem essa.

Vale muito ressaltar que diversos pontos importantes da cronologia e do universo de Kingdom Hearts foram mudados e re-explicados para que pudessem se encaixar, o que deixa a história um pouco mais confusa em diversos momentos. Muitas coisas são deixadas abertas para interpretação até que haja maior explicação. Muitos mistérios e muitas dúvidas ainda flutuam pelo canon de Kingdom Hearts.

No entanto, com o lançamento de Kingdom Hearts 3 chegando aí, muitas pessoas vão se interessar pela franquia pela primeira vez. Com isso em mente, pensamos em fazer uma recapitulação de toda a complicadíssima história e linha temporal para que todo mundo possa entender (ou ao menos tentar).

Esta é a primeira parte da recapitulação, que cobre todos os prelúdios ao primeiro jogo. Vale lembrar que, apesar de ser um texto longo, estas são as versões resumidas das histórias dos jogos, sem levar em consideração todos os pormenores e detalhes de cada jogo, já que são inúmeros.

Com isso, fica a pergunta: qual é, de fato, o primeiro jogo na linha temporal?

Kindgom Hearts X (2013)

Resultado de imagem para kingdom hearts x

Este jogo foi lançado para a plataforma mobile em 2015 (IOS e Android), além de também ter sido lançado como um jogo de web browser para o PC no ano de 2013. Union X, no entanto, é um remake e uma sequência para a versão de PC. Os eventos deste jogo são recontados pelo filme Kingdom Hearts X Back Cover, mesmo que de forma confusa e meio desconexa para quem não jogou.

A história começa quando os mundos eram um só e acompanha o jogador (que no caso é um personagem que você cria, diferente dos outros jogos). É uma era diferente, chamada de “Era dos Contos de Fadas”, em que sete guardiões, cada um portando uma Keyblade*, protegiam a luz do mundo. Eles eram: Mestre dos Mestres (uma figura misteriosa e encapuzada), Aced, Invi, Ira, Gula, Ava e Luxu.

*Uma Keyblade é uma arma mágica misteriosa que faz as vezes de uma espada e uma chave mágica, que abre desde portas a corações, portais e bloqueios mágicos colocados nos mundos e entre eles. As capacidades mágicas das Keyblades são inúmeras, servindo como evocadores de magia, armas de combate e até mesmo meios de transporte, como podemos ver em Kingdom Hearts Birth By Sleep.

Existem três tipos de Keyblade: as de Luz, as de Escuridão e as do Coração. As do Coração são as únicas capazes de abrir as portas de Kingdom Hearts, o coração dos mundos. Mais tarde na franquia, isto é explicado melhor.

Apesar do mundo viver em paz, o Mestre dos Mestres prevê um conflito desastroso e devastador no futuro que traria o fim do mundo como era conhecido até então. Num plano complicado, ele dá tarefas únicas e secretas a cada um de seus aprendizes e instrui cada um a construir Uniões (que são mais como facções) ao redor de si. Ele então desaparece misteriosamente e deixa Ira encarregado de liderar os outros aprendizes.

Imagem relacionada
Ira é esse jovem aqui

Ira então encontra um Chirity (uma criaturinha parecida com um gato que acompanha os portadores das Keyblades) corrompido que revela que há um traidor entre os aprendizes. Sem entrar em maiores detalhes para não confundir você, as suspeitas de quem seria o traidor rapidamente vão gerando desarmonia e eventualmente um conflito entre os aprendizes, que logo descobrem que esta descoberta não estava prevista no Livro das Profecias, escrito pelo Mestres dos Mestres e que prevê quase todo o futuro do mundo.

Em meio a um jogo de alianças secretas e suspeitas, a aprendiz Invi e o aprendiz Aced acabam se confrontando e lutando, mas são rapidamente detidos por Ava Gula. Logo é descoberto que Gula tem uma página perdida do Livro das Profecias, o que o revela como o traidor. Ele é atacado por Aced, mas é salvo por Ava.

Gula é esse jovem aqui

Ira, no entanto, vai atrás de Gula para ver o que há na página e descobre que o plano de Gula era invocar Kingdom Hearts, o coração de todos os mundos e uma fonte infinita de poder e sabedoria, para chamar o Mestre dos Mestres de volta. Apesar de Ava tentar detê-lo, ele não muda de ideia e segue com o plano.

Ava vê que um conflito generalizado é inevitável e devastador e manda seus seguidores se esconderem ao invés de se envolverem, chamando-os de Dandelions (Dentes-de-leão).

O conflito acontece e quase todos os seguidores dos aprendizes morrem numa batalha intensa e sangrenta,  a Keyblade War (Guerra das Keyblades), criando o icônico Keyblade Graveyard (Cemitério das Keyblades). Nele, o misterioso Luxu aparece carregando uma caixa estranha e a Keyblade No Name (que mais tarde exerce um papel muito importante na trama) falando a frase do Mestre dos Mestres: “Que meu coração seja chave que me guia.”

Após o grande conflito, o coração do mundo foi destruído e mundo foi dividido em vários, estabelecendo como a dinâmica dos mundos funcionam famosamente em Kingdom Hearts.

Kingdom Hearts Union X (2015)

Resultado de imagem para kingdom hearts union X

Este jogo foi lançado também para a plataforma mobile (IOS e Android) em 2015 e sua história ainda não foi terminada, deixando diversas dúvidas (bem grandes) no ar. Por isso, vamos pular esse jogo por enquanto, uma vez que falar dele só confundiria as coisas.

De acordo com a linha temporal atual, o jogo que sucede Kingdom Hearts Union X é:

Kingdom Hearts: Birth By Sleep (2010)

Resultado de imagem para kingdom hearts birth by sleep cover

Este jogo foi originalmente lançado para o PSP em 2010 e é um prelúdio ao Kingdom Hearts original, se passando dez anos antes da aventura de Sora e seus amigos. Ele apresenta um modelo de jogo novo, no qual se joga com três protagonistas diferentes, cada um com sua própria história e perspectiva dos eventos que se passam no game.

O jogo acompanha a história de Terra, Ventus Aqua, que treinam sob a tutoria de Mestre Eraqus para se tornarem mestres da Keyblade. A história começa com os três treinando na noite anterior ao exame da Mark of Mastery (Marca da Maestria), no qual Terra e Aqua serão avaliados. É mostrado de forma bem clara que os três são muito próximos uns dos outros.

O teste, avaliado pelo Mestre Eraqus e o convidado Mestre Xehanort, velho “amigo” de Eraqus, acaba por avaliar Aqua como apta para a Marca da Maestria, enquanto Terra foi reprovado por seu mestre por ter muita escuridão em seu coração.

Imediatamente depois, criaturas conhecidas como Unversed, que se alimentam de negatividade, começam a aparecer pelos mundos. Além disso, o Mestre Xehanort é dado como desaparecido. Eraqus, recebendo estas informações, envia Terra para investigar destruir as criaturas e encontrar o mestre desaparecido.

Vendo isto, Ventus decide fugir para ir atrás de Terra, mas acaba se perdendo entre os mundos. Eraqus então manda Aqua para observar Terra em sua missão e evitar que ele seja atraído pela escuridão, além de trazer Ventus de volta.

Os três passam a maior parte do tempo separados e em uma série de desencontros. Eles perpassam vários mundos da Disney, nos quais eles encontram e enfrentam vários Unversed, vendo que a ameaça é generalizada e perigosa. Durante as viagens, cada um dos três encontra com Mickey Mouse, portador de uma Keyblade e aprendiz do velho mestre Yen Sid, que o enviou para também investigar e destruir os Unversed.

Ventus o encontra lutando com um menino misterioso chamado Vanitas, que já havia cruzado seu caminho algumas outras vezes. Ele parece conhecer Ventus, apesar dele não ter nenhuma recordação do garoto.

Imagem relacionada
Vanitas é esse jovem aqui

Ao longo do caminho, Terra acaba sempre se encontrando com vilões da Disney (como o Capitão Gancho e Malévola, que tem um papel muito importante mais à frente na trama) e acaba descobrindo que Xehanort está atrás das Sete Princesas de Luz, princesas que não têm escuridão em seus corações. Em um encontro com Aqua através dos mundos, ele fala para Aqua fortalecer a luz nos corações delas para que Xehanort se mostrasse e eles pudessem encontrá-lo.

No entanto, tanto Aqua e Ventus se mostram desconfiados de Terra, uma vez que ambos ficaram sabendo das diversas vezes em que Terra se aliou a vilões pelos mundos que eles passaram, chegando até a roubar o coração de Bela Adormecida sob a influência de Malévola.

Eventualmente, os três acabam se encontrando em Radiant Garden. Lá, Aqua encontra Kairi, uma menininha com bastante luz em seu coração e a protege de Unversed que estavam a atacando. Ela a ajuda a fortalecer a luz em seu coração e acaba se despedindo.

Aqua, Ventus e Terra se encontram e enfrentam um grande Unversed juntos, sendo um dos poucos momentos do jogo no qual os três estão juntos ao mesmo tempo no mesmo mundo. Após derrotarem o inimigo, Aqua e Ventus confrontam Terra a respeito de sua escuridão interna e seus atos. Ele, no entanto, se afasta dos dois, mantendo em segredo que ele havia se encontrado diversas vezes com o Mestre Xehanort havia o instigado a abraçar e utilizar os poderes da escuridão.

Ao longo de toda a trama, Terra é levado cada vez mais a fomentar e alimentar sua escuridão interna, manipulado por uma série de enganações arquitetadas por Xehanort e seu mercenário Braig, que chega a enfrentar Terra em Radiant Garden.

Aqua tenta convencer Ven a voltar para casa, mas ele se recusa, falando que só voltaria quando garantisse que Terra não sucumbisse à escuridão. Os três, então se separam mais uma vez, cada um com seus objetivos em mente.

Eventualmente, Terra acaba chegando no mundo de Destiny Islands, onde ele encontra Sora Riku, ainda muito novos. Ele vê em Riku muito potencial e faz um ritual de juramento e validação da Keyblade, o que garante que no futuro uma Keyblade será utilizada por ele.

Imagem relacionada
Terra passa a Keyblade para Riku.

Mais tarde, Aqua também passa por Destiny Islands e também encontra com Sora e Riku. Ela percebe que Terra havia passado o poder da Keyblade para Riku e conversa com Sora, falando para que sempre que Riku estiver em perigo ou em um caminho obscuro, ele guiá-lo de volta à luz.

Ao mesmo tempo, Ventus descobre que o Mestre Xehanort planeja usar seu coração para criar uma arma poderosíssima chamada χ-blade. Perante essa descoberta, Xehanort confronta Ventus e fala que Eraqus já sabia disso há muito tempo, o que leva o jovem a voltar para a Land of Departure (lar de Ventus, Aqua e Terra) e falar com o Mestre Eraqus.

Assim que chega, Eraqus percebe que Ventus havia descoberto os planos de Xehanort e se prepara para atacá-lo e, assim, impedir que a χ-blade fosse criada. No entanto, enviado para lá por Xehanort, Terra chega justamente a tempo de impedir que Ven fosse morto pelo mestre, abrindo um portal e jogando-o para outro mundo.

Terra e Eraqus se enfrentam numa triste batalha na qual eles descobrem que ambos se viam como pai e filho. Terra, usando os poderes da escuridão oculta em seu coração, derrota Eraqus, que acaba sendo morto por Xehanort, que imediatamente começa a destruir o mundo de Land of Departure, revelando sua verdadeira faceta a Terra. Ele o chama para enfrentá-lo no Cemitério das Keyblades, local onde a Guerra foi travada.

Ventus cai em Destiny Islands, onde ele encontra o misterioso Vanitas, que revela para ele seu passado, do qual ele não lembrava: antigamente, Ventus era um aprendiz de Xehanort, que, num experimento cruel, extraiu toda a escuridão de seu coração, causando-lhe danos irreparáveis. Com o coração danificado, Ventus alcançou Sora, que ofereceu unir seu coração ao dele para que ele pudesse sobreviver.

No entanto, a escuridão que fora extraída tomou forma. Vanitas, que tinha uma aparência muito similar à de Sora (porém crescido), era a manifestação física de toda a escuridão de Ventus. Ele, assecla de Xehanort, revela que se ele e Ventus se unirem ou se enfrentarem, forjarão a χ-blade e o chama para ir ao Cemitério das Keyblades para que pudessem resolver isso de uma vez por todas.

Imagem relacionada
Unidos por uma última vez, Terra, Aqua e Ventus enfrentam Xehanort e Vanitas

Por fim, Terra, Ventus e Aqua se encontram no Cemitério das Keyblades para confrontar Vanitas e o Mestre Xehanort, que já estavam esperando pelo trio. Xehanort revela que planeja forjar a χ-blade para destrancar Kingdom Hearts e liberar os segredos da Guerra das Keyblades pelos mundos.

Então, uma batalha intensa começa, na qual o trio utiliza do máximo de suas habilidades para deter a dupla maligna.  Ventus é atingido por uma magia forte e é congelado, sendo salvo por pouco da morte por Aqua.

Com isso, Terra é separado dos dois, sendo forçado a enfrentar Xehanort e Vanitas sozinho. Ele até que se sai bem na luta, até Vanitas ser mandado por Xehanort para matar Aqua e enfrentar Ventus para forjar a χ-blade. Vanitas vai até Aqua e os dois se enfrentam, com a jovem mestre acabando inconsciente.

Antes de ter uma chance de deter Vanitas, Terra acaba tendo seu corpo possuído pelo coração de Xehanort, que queria um novo receptáculo para sua alma e o consegue usando a Keyblade No Name (a que Luxu usava). O espirito remanescente de Terra fica atrelado à sua armadura, que enfrenta o novo corpo de Xehanort e o derrota. No entanto, o rejuvenescido Xehanort acaba sendo absorvido por escuridão e sendo mandado para outro mundo.

Ventus consegue se descongelar e enfrenta Vanitas e descobre que ele era a origem de todos os Unversed. O confronto acaba forjando uma versão incompleta e quebrada da χ-blade. Ventus acaba sendo possuído por Vanitas e Aqua, juntamente de Mickey, que aparece no lugar a tempo, é obrigada a enfrentá-lo para destruir a arma. Eles conseguem derrotar Vanitas, mas Ventus fica inconsciente e não acorda mais.

Com a ajuda de Mickey, Aqua vai até a Mysterious Tower (Torre Misteriosa), lar de Yen Sid, e descobre que o confronto com Vanitas fez com que o coração de Ventus deixasse seu corpo. O jogador descobre que o coração dele na verdade se fundiu com o de Sora, que ofereceu ajudar, para que se curasse mais uma vez.

Imagem relacionada
A aparência do corpo de Terra muda um pouco depois de ser possuído por Xehanort.

Aqua então retorna ao que resta de The Land of Departure e, usando uma técnica secreta ensinada pelo Mestre Eraqus, transforma o mundo em um lugar novo, chamado Castle Oblivion. Ela, então, esconde Ventus, que não acorda, numa sala oculta do castelo chamada de Chamber of Waking (Câmara do Despertar), onde Ventus fica pelos próximos anos. Ela promete retornar para acordá-lo algum dia e deixa o castelo.

Ela vai, então, para Radiant Garden, onde Xehanort, no corpo de Terra, se encontra, sem algumas de suas memórias. Ele ainda tem alguns fragmentos de Terra dentro dele, o que mostra que ainda há um conflito interno. No entanto, Xehanort rapidamente assume controle do corpo e ele e Aqua lutam.

Após uma longa batalha, Xehanort tenta, com a Keyblade No Name, destrancar seu próprio coração, o que acarreta nele perder todas suas memórias e sucumbir aos poucos à escuridão que ia aos poucos o absorvendo e arrastando para o Realm of Darkness (Mundo da Escuridão).

Vendo isto, Aqua se joga na escuridão e tira o Terra-Xehanort de lá, se sacrificando e ficando presa no Mundo da Escuridão no processo. Pouco tempo depois, Ansem The Wise (Ansem o Sábio), rei-cientista de Radiant Garden encontra Xehanort sem memórias no chão e o acolhe em seu castelo, onde ele realiza vários estudos sobre os Corações e suas essências com seus aprendizes. Um de seus aprendizes, Braig, reconhece Xehanort, que o havia contratado como mercenário para enganar Terra antes e percebe que o velho havia completado seus planos.

Aqua, agora presa no Mundo da Escuridão, luta para sobreviver e algum dia encontrar seu caminho de volta aos seus amigos, com quem ainda partilha uma profunda conexão. Ela continua vagando pela escuridão até os eventos de Kingdom Hearts 0.2 Birth By Sleep: A Fragmentary Passage. Como este jogo conta com vários momentos mais tardios da linha temporal, ele não será incluso nessa parte.

Imagem relacionada
A pobre da Aqua nem sabe que vai passar mais de 12 anos presa no Mundo da Escuridão.

O próximo passo da jornada é, finalmente o primeiro Kingdom Hearts, lançado em 2002 para o PlayStation 2, que vai ficar para a parte 2 da recapitulação da história da franquia. Veja aqui a segunda parte!